Comprar uma moto é um sonho de muita gente. Se você pretende realizar esse desejo em 2019, é importante atentar para algumas precauções a fim de garantir maior conforto e evitar acidentes de trânsito. 

Neste post, vamos dar algumas dicas importantes para que os motociclistas iniciantes possam guiar sua tão sonhada moto por aí com mais tranquilidade e segurança.

Escolha a moto certa

Pode parecer estranho, mas uma boa parcela de motociclistas iniciantes acabam tendo muita dificuldade simplesmente porque não souberam escolher o tipo de moto mais adequada para eles. O ideal, em primeiro lugar, é avaliar as dimensões da motocicleta antes da compra, e fazer alguns testes preliminares para saber se as suas aptidões físicas e técnicas estão alinhadas com as características daquele veículo.

Por exemplo: para quem está iniciando, uma boa pedida é apostar em uma utilitária pequena, de uns 125 ou 160 cilindradas. Porém, se for possível escolher uma moto na faixa das 250 cilindradas, é melhor ainda, pois ela promove mais segurança, já que conta com características como freios e suspensões melhores. Além disso, são veículos confortáveis e não tão pesados. 

Andar em círculos é um ótimo exercício

O exercício de andar em círculos com a moto, mesmo sendo bem básico, pode ajudar o iniciante a controlar melhor a direção, e a prática permite mudar o sentido com mais facilidade.

Para realizar o exercício da maneira mais adequada, o ideal é usar um estacionamento vazio. Utilize as linhas no chão como guias, facilitando o desenvolvimento de suas manobras. Uma dica é começar fazendo círculos no sentido anti-horário, praticando a aproximação desses mesmos círculos sempre com mais força. Faça, então, a mesma coisa no sentido inverso. 

Um 8 na direção da moto ajuda na mobilidade

Sabe a ideia de andar em círculos que falamos anteriormente? Pois bem, outro tipo de treinamento interessante é fazer a mesma coisa, só que formando um “8”. Inicie com uma velocidade que você consiga manter com tranquilidade, diminuindo o espaço entre as manobras gradativamente. Comece devagar, e com o passar do tempo, conforme for ganhando segurança, comece a acelerar. 

É com esse exercício, inclusive, que o motociclista aprende a transitar mais rapidamente, deslocando a moto de um lado para o outro, de forma mais fluida e dinâmica.

Mantenha a pélvis bem colada ao tanque

Sentar-se o mais próximo possível do tanque de combustível ajuda o motociclista a manter o equilíbrio, fazendo com que o peso fique uniformemente distribuído e centralizado. Não se esqueça de que, na hora de frear, acelerar ou girar, uma moto equilibrada é bem mais confortável de ser conduzida.

Pratique frenagem 

Eis um exercício que pode ser feito tanto em um estacionamento vazio quanto em uma estrada aberta. Só não é indicado fazê-lo próximo ao trânsito. A dica para praticar é tentar frear a moto o mais rápido possível, acelerando em velocidades diferentes. Assim, você saberá exatamente qual é a distância necessária para parar uma moto bruscamente, caso seja necessário. Além disso, praticando a frenagem, você saberá, instintivamente, os limites de sua motocicleta.

Não “trave” demais na direção

Acredite, as leis da física estão ao seu lado. Em movimento, o efeito giroscópico das rodas fará com que sua moto fique estabilizada e se mantenha em linha reta. Ou seja, segure-se firme, mas não com força demasiada. A grande orientação aqui é relaxar ao conduzir, e não ficar “travado” demais na direção.

Esperamos que essas dicas ajudem o ciclista iniciante a ter mais intimidade com sua moto e lembre-se: precisando de peças para motos, acesse Rhino Auto Parts.