Todo cuidado é pouco quando se trata de algum provável defeito no seu carro. Qualquer pequena falha pode acarretar em sérios problemas, seja de ordem material, ou física. E, um dos problemas que podem aparecer no seu veículo é justamente algum barulho estranho que possa surgir assim que você pisa na embreagem.

Prováveis diagnósticos

A partir do momento em que se faz alguma espécie de barulho na troca de machas, mesmo que se esteja pisando bem fundo na embreagem, esse é um provável indicativo de que o conjunto não está abrindo o suficiente para o câmbio. Para diagnosticar bem esse problema, o ruído se parece muito com dois ferros batendo um no outro.

No entanto, se ao pisar no pedal, surgir algum ruído diferente desse que foi citado anteriormente, isso pode indicar que o rolamento está desgastado, e preciso ser substituído com certa urgência.

E, claro, evidentemente que ruídos ao pisar na embreagem podem significar que a própria embreagem está desgastada e precisa ser substituída. Afinal, são componentes que se desgastam com certa facilidade, precisando ser trocados regularmente. Agora, é bom ressaltar que a regularidade de troca da embreagem dependerá do seu estilo de condução. 

E, por que a embreagem desgasta?

Especificamente, quando a embreagem precisa ser trocada, é porque o material de fricção do disco está gasto. Esse é um material muito semelhante, por sinal, ao material de atrito das almofadas de um freio de disco ou ainda das sapatas de um freio de tambor.  E, quando esse material não serve mais, a embreagem não conseguirá transmitir qualquer potência do motor às rodas. Daí, surge barulhos ao pisar nela.

Isso acontece muito devido ao disco da embreagem e o volante estarem girando em velocidades distintas. Ao serem pressionados, o material de fricção vai de encontro ao volante, e ambos giram sincronia. O desgaste só acontece quando o disco da embreagem fica em atrito com o volante. Em suma: usar muito a embreagem irá desgastá-la com certa facilidade.

E, só lembrando que, às vezes, o problema mesmo é o excesso de aderência. Com a embreagem não liberando de maneira correta, o eixo de entrada continuará girando, o que pode causar moagem ou mesmo impedir o seu veículo de entrar com a marcha.

Prevenção de problemas na embreagem

– Não descanse o pé na embreagem.
– Não ande com o carro desengatado.
– Não segure o carro pressionando a embreagem e acelerador em um sinal.
– Evite arrancadas ao sair.

Prevenir é melhor do que remediar, e o ideal mesmo é procurar um mecânico de confiança para fazer um check-up em seu veículo.

Também se faz necessário que você, como motorista, sempre escolha peças de qualidade e faça manutenções preventivas com regularidade. Assim, você evita transtornos de qualquer ordem.