Quanto mais o tempo vai passando, mais as pessoas vão descobrindo a importância de ter qualidade de vida (física e mental) através de atitudes práticas no dia a dia. São, muitas vezes, pequenas mudanças de hábito que podem fazer uma enorme diferença na nossa saúde.

No caso dos nossos carros, está ficando bem evidente que, quanto mais o design for feito com o objetivo de gerar conforto, mais o nosso corpo e a nossa mente agradecem. É o que chamamos de ergonomia automotiva.

Benefícios da ergonomia para a saúde

De início, é preciso salientar que a ergonomia é, de maneira simplificada, a boa interação entre homem e máquina (ou equipamentos em geral). Essa interação leva em consideração as particularidades estruturais de cada um (se alguém é mais alto, mais baixo, mais gordo ou mais magro, etc), além de fatores ambientais e informações captadas pelos nossos cinco sentidos.

É esse conjunto de fatores que compõem a ergonomia, termo que vem do grego ergon trabalho e nomos = leis ou normas. E, como o próprio nome sugere, ela é quem vai direcionar como deve ser o nosso ambiente de trabalho para que possamos estar o mais confortáveis possível, evitando sérios problemas de saúde, como má postura e estresse.

Portanto, trata-se de uma área que vai proporcionar  bem-estar à saúde. E, como toda área científica, a ergonomia também se ramifica em outras áreas, onde entra a ergonomia automotiva.

Ergonomia automotiva

Você pode até não perceber, mas o seu carro é carregado de conceitos ergonômicos. Banco, volante, botões, cintos de segurança… Tudo precisa estar assimétrico entre o condutor e os equipamentos do veículo. Isso é importante para garantir que o motorista possa fazer uma condução que seja, ao mesmo tempo, segura e prática.

E, claro, quanto mais o tempo passa e a tecnologia evolui, mais a ergonomia automotiva proporciona ganhos consideráveis nos quesitos conforto e segurança. Alguns bons exemplos desses avanços são os ajustes automáticos, o aquecimento eletrônico e a bolsa inflável para a região lombar. Tudo com o objetivo de proporcionar o devido relaxamento que seu corpo necessita para dirigir.

Isso já evita inúmeros problemas de saúde, como estresse, dores musculares e ainda previne acidentes, já que o condutor se sente mais tranquilo no trânsito, mesmo em meio a um grande engarrafamento.

Vários produtos podem ser adquiridos separadamente, inclusive, para se obter um maior conforto ergométrico, como é o caso do apoio de braço universal, que, entre outras ventagens, possui entrada USB. São equipamentos muito úteis para ajudar o condutor a ter um espaço mais adequado em seu veículo.

Ajustes que podem ser feitos pelo próprio condutor

Além dos equipamentos que já vem de fábrica acoplados ao seu veículo e ajudam na ergonomia, você mesmo pode fazer alguns ajustes, na medida do possível, para deixá-lo ainda mais adequado.

No tocante à posição, por exemplo, é fundamental ficar atento ao apoio que se dá aos pés, o que pode ser corrigido  levando o banco para a frente, a fim de que o joelho fique semiflexionado ao acionar os pedais.

Outro ponto importante é no que se refere à altura do banco, pois quanto mais alto o condutor se sentar, melhor será a sua visão periférica. Só lembrando que, neste caso, você precisa fazer um ângulo de 90° com as suas pernas, evitando problemas com os seus membros inferiores.

Outro ponto que deve ser bem observado pelo condutor é quanto à posição dos cotovelos. Eles devem ficar com uma suave flexão, pois assim não irão comprometer muito os ombros.

Alguns veículos vem com regulagens a mais de fábrica, como ajustes lombares, por exemplo, principalmente para que o condutor não fique com uma má postura e desenvolva algum problema sério na coluna.