ventoinha

A ventoinha do radiador é uma das peças essenciais no sistema de arrefecimento de um veículo, já que é responsável por resfriar o radiador do carro e evitar que o motor superaqueça.

Mas, como identificar a ventoinha para o seu carro? para o seu automóvel? Continue lendo e descubra!

O que é a ventoinha do radiador?

A ventoinha é a responsável por acelerar a passagem de ar pelo radiador do carro, fazendo com que a troca de calor entre o fluido refrigerante e o ar seja feita de forma mais rápida. É um sistema de refrigeração presente na maioria dos veículos modernos. Ela funciona com o auxílio de um motor elétrico e é acionada apenas quando for necessário, através do sensor de temperatura presente no sistema.

A ventoinha do radiador é uma peça que possui uma longa vida útil e não precisa ser substituída de maneira preventiva. Entretanto, se ela está apresentando problemas, a sua troca deve ser feita imediatamente, ou danos mais graves a todo o sistema podem ser gerados. 

O que deve ser levado em conta na identificação da melhor ventoinha para o seu carro?

O sistema de ventoinhas de um veículo é composto por:

  • um suporte, que será o responsável por fixar a ventoinha ao automóvel. Em alguns deles, o suporte está projetado também para garantir um melhor fluxo de ar; 
  • um motor elétrico, que é desenhado de forma específica para cada automóvel, para que o consumo excessivo de energia seja evitado. Ele é controlado pelo sensor térmico, pelo relógio de pressão ou pela ECU (Engine Control Unit – Unidade de Controle do Motor). Em muitos casos, possui duas velocidades (baixa ou alta); 
  • uma ventoinha, que precisa ser dimensionada especificamente para cada sistema. Se for sobredimensionada, pode causar um consumo excessivo de energia do veículo, podendo até gerar incêndios. Se o caminho for o inverso e ela estiver subdimensionada, não dará conta de resfriar o radiador, causando sérios problemas, como o superaquecimento do motor do carro. Uma ventoinha desenhada de forma incorreta também pode causar ruídos e gerar vibrações, o que pode originar avarias para o veículo.

Ou seja, não podemos dizer que existe uma “ventoinha universal” que seja a melhor para todos os tipos de veículos. É preciso escolher a ideal para o seu veículo e que seja desenhada especialmente para o modelo dele.

Quais são os sinais que indicam a hora de substituir a ventoinha?

Na maioria dos casos, a ventoinha do radiador deve ser trocada após qualquer tipo de colisão sofrida pelo automóvel, mas existem outros sinais que também podem servir de alerta para a necessidade de uma substituição, que são:

  • um suporte quebrado ou a ventoinha danificada que estão causando vibrações ou ruídos;
  • superaquecimento do motor por conta de uma ventoinha danificada ou apresentando falhas em seu motor elétrico;
  • o ar condicionado está parando de forma frequente, uma vez que o compressor desliga automaticamente em casos de sobrepressão;
  • o fusível não está em bom estado, fazendo com que a ventoinha não funcione direito;
  • os fios da ventoinha estão danificados e não enviam energia para ela funcionar;
  • o sensor de temperatura falha ao passar a informação para que a ventoinha seja acionada e desacionada;
  • o fluido refrigerante está com nível abaixo do ideal;
  • a polia viscosa não está funcionando como deveria;

É importante lembrar: caso você não seja especialista em automóveis, leve sempre seu veículo a um centro automotivo de confiança, com profissionais treinados para resolver os seus principais problemas.

E, na hora de escolher a ventoinha ideal para o seu veículo, procure lojas que forneçam peças originais e de qualidade, isso é de extrema importância.

Gostou das nossas dicas? Esperamos que tenha tirado bom proveito delas!