trocar-compressor-ar-carro

Se você possui um sistema de  climatização em seu automóvel, é essencial conhecê-lo por completo, para que problemas possam ser evitados ou sejam detectados o mais cedo possível. 

Hoje, falaremos sobre o Compressor do ar condicionado. Continue lendo e saiba mais!

Como funciona o compressor do ar condicionado automotivo?

O ar condicionado de um carro é uma peça essencial para qualquer veículo moderno, principalmente em momentos de extremo calor, como, por exemplo, no verão carioca ou em outras cidades do país.

Como é necessário que os vidros se mantenham fechados para que ocorra o resfriamento interno do veículo, a viagem, além de se tornar mais confortável, fica mais segura também.

Uma das peças essenciais para que esse arrefecimento ocorra é o compressor do ar condicionado.

O compressor do ar condicionado automotivo faz exatamente o que seu nome diz: comprime o gás refrigerante e o envia para o condensador do automóvel. Este processo todo é alimentado por correias de transmissão presentes no motor.

Quando o gás refrigerante líquido está em alta pressão, ele passa para o estado gasoso e percorre um sistema de tubo em que o seu calor é eliminado de forma rápida, sendo arrefecido. Após este processo, o gás resfriado é novamente convertido para a forma líquida, já que retorna ao compressor do ar condicionado.

Quanto tempo de vida útil possui o compressor do ar condicionado do seu veículo? 

O tempo de vida útil de um compressor é difícil de ser determinado, assim como qualquer peça automotiva, mas você pode ficar atento a alguns fatores que podem ajudar a determinar durante quanto tempo o compressor conseguirá trabalhar.

O primeiro fator é a idade do veículo. Carros mais novos possuem sistemas de refrigeração mais modernos e confiáveis. Se, durante os primeiros anos, as manutenções preventivas forem feitas de forma correta, os defeitos serão raríssimos. 

Mas, assim como outras partes do automóvel, à medida que a quilometragem e a idade do veículo vão aumentando, é comum que o desgaste das peças ocorra e o sistema comece a falhar e apresentar mau funcionamento com mais frequência.

Se o compressor do ar condicionado começar a apresentar algum tipo de defeito, é melhor ficar atento, uma vez que ele pode comprometer todo o sistema de  climatização, fazendo com que o arrefecimento do ar do veículo não funcione.

Além de ser recomendada a revisão e limpeza do compressor regularmente, independentemente de o sistema estar funcionando bem. É essencial que sejam usadas peças originais e de qualidade, caso seja necessário trocar o compressor do ar condicionado do seu veículo. Assim, a durabilidade da peça será maior e você não lidará com dores de cabeça futuras.

E, claro: caso apareça algum problema no sistema de arrefecimento do seu veículo, procure um centro automotivo de confiança, com mecânicos capacitados para identificar qualquer problema que seu carro possa apresentar. 

Ah, e outro ponto super importante: a não ser que você possua os conhecimentos necessários (e aqui não estamos falando de dar um jeitinho, é conhecimento mesmo) para realizar reparos e substituições, não mexa em nada do seu veículo por conta própria. 

Você pode danificar mais partes e a gente sabe que peças automotivas são bem delicadas, e qualquer deslize, pode danificá-las para sempre. 

Quais cuidados gerais você precisa ter com o ar condicionado do veículo?

Além do compressor do ar condicionado, é preciso cuidar de todo o sistema de resfriamento do seu veículo, como, por exemplo:

  • colocar o aparelho na temperatura quente um pouco antes de desligar o automóvel para que o acúmulo de umidade seja evitado;
  • deixar as janelas abertas e apenas a ventilação ligada por algum tempo, caso você tenha deixado seu veículo no sol por muito tempo, com os difusores de ar voltados para os pés. Assim, o ar quente é eliminado de dentro do automóvel, evitando que o sistema seja forçado demais;
  • ligar o ar condicionado do veículo mesmo no inverno, por indicação dos fabricantes, já que as mangueiras podem ressecar. Ligue o ar pelo menos uma vez por semana.

Leve seu veículo em locais especializados para realizar a revisão e reparo em um centro automotivo de confiança e procure fornecedores de peças originais, que tenham garantia de qualidade.

Você não vai dar bobeira e deixar o seu carro com alguém que não entende do assunto, não é?