Direção do carro saiba como resolver problemas sem esquentar a cabeça.

Uma das partes do veículo que possuem total importância mas que muitos só pensam na hora da compra do veículo é a direção do carro . Esse item é muito pensado  na hora da compra como um dos apetrechos indispensáveis por oferecer mais conforto ao dirigir ou não. 

Atualmente os modos de condução assistida mais procurados são a direção hidráulica e a elétrica, por trazerem uma direção mais macia durante a condução e muitos só pensam na aquisição de veículos com esses recursos por conta do conforto, porém existem várias outras vantagens. 

Mesmo a direção sendo um dos principais pontos durante a aquisição de um novo poucos sabem identificar quando ela apresenta algum problema, ou até mesmo seu tempo de revisão. 

Diferença entre direção Hidráulica, Elétrica e Mecânica

A maioria das pessoas sabem que há uma grande diferença entre a direção hidráulica e a mecânica, que obviamente uma é necessária grande força para manobrar o carro e a outra tem uma direção mais leve, mas você sabe qual a diferença direção hidráulica e elétrica?

  • Direção Hidráulica: Ela possui uma lubrificação feita pelo óleo hidráulico que basicamente faz toda força em baixa velocidade no seu lugar, porém a direção se mantém da mesma forma em baixa ou em alta velocidade.
  • Direção Elétrica: Possui Lubrificação feita pelo óleo hidráulico como a direção hidráulica, porém ela ajusta a direção, deixando-a mais macia durante as manobras em baixa  velocidade e mais firme em alta velocidade em estradas, trazendo mais estabilidade.
  • Direção Mecânica: É o tipo de direção que está mais em desuso hoje em carros novos. Ela não possui lubrificação, ou seja, o condutor é responsável por fazer toda a força para manobrar o carro, causando um grande esforço. Atualmente só 5 carros ainda são vendidos com direção mecânica. Fiat Mobi Easy, Renault Kwid Life, Fiat Fiorino, Fiat Strada Working, Volkswagen Saveiro Robust. 

Dica: A troca do óleo hidráulico é essencial de ser feita a partir de 6 meses até 1 ano, e é muito importante que não se complete o óleo e sim que baixe o velho e coloque um novo, para que não misture a sujeira do óleo velho com o novo e esse produto você consegue encontrar em preços acessíveis, por volta dos R$ 14 reais em sites como a Rhino. Veja aqui.

Como identificar um problema na direção do carro

Você pode evitar grandes dores de cabeça apenas identificando algumas mudanças na sua direção, e isso pode fazer uma grande diferença para o seu bolso, algumas delas são:

  • Folga no volante
  • Barulho na suspensão: Podendo ser o braço axial. Você consegue sentir a diferença no volante, podendo ser mais percebido em pisos de paralelepípedo
  • Perceber ao ver o carro de frente que uma roda pode estar mais aberta do que a outra
  • Cantar pneu em pisos muito lisos como de estacionamento de shopping por exemplo.

Veja como prevenir

O ideal para prevenir esses problemas em cidades grandes como RJ e SP que tem muitos buracos é olhar de 3 em 3 meses os principais componentes da direção de preferência no elevador, que são: O Axial que ajusta o alinhamento do veículo e o Terminal que auxilia o processo do Axial. 

Mas fique tranquilo, que se necessária a troca desses componentes não é absurdamente cara e cada carro tem seu modelo específico, como: Axiais e Terminais.

Veja também: