Um dos acessórios indispensáveis em um carro atualmente é o ar-condicionado, sobretudo em cidades muito quentes. Quando qualquer peça do ar-condicionado automotivo apresenta defeito e precisa de conserto, o resultado pode ser uma grande dor de cabeça para o proprietário do veículo. 

É o caso do compressor do ar-condicionado, por exemplo. Trata-se de uma peça fundamental, responsável  por aquecer e refrigerar o gás, comprimindo-o, e mandando-o para o condensador do automóvel. Portanto, a instalação correta do compressor é importantíssima para o bom funcionamento do aparelho. 

A durabilidade do compressor varia de um sistema para outro e depende de fatores como o regime de trabalho, o tempo de uso, o clima, a manutenção, entre outros. E aí, como fazer para trocar quando chega o momento?

Neste post, daremos algumas dicas para ajudar você a fazer essa instalação da maneira adequada. 

Primeiro passo: limpeza e preparativos

Em geral, a instalação de um compressor para ar-condicionado automotivo não é tão complicada quanto se imagina, mas exige muita atenção. Na maior parte dos casos, algumas horas são o suficiente para fazer o serviço completo. 

Em primeiro lugar, é essencial que você tenha ferramentas adequadas, como o medidor de ar-condicionado e a bomba a vácuo, além do novo compressor, é claro. 

Nesse momento, é importante fazer a limpeza de todo o sistema, já que a sujeira causada pela quebra do antigo compressor pode acabar danificando a nova peça. Por isso, limpe cuidadosamente o local com um produto específico. 

Vale lembrar que o carro deve estar estacionado, com freio de emergência ligado e motor desligado para evitar acidentes. Também é necessário usar óculos de proteção e luvas para manusear as peças.

Segundo passo: removendo entrada de ar e acessórios

Agora, chegou a hora de colocar a mão na massa, de fato. Primeiro de tudo, desparafuse e remova toda a tubulação para ter acesso à correia do compressor, que também será removida. De um modo geral, são peças de fácil remoção.

Terceiro passo: retirando o compressor

Existem compressores que estão bem à vista, e que são removidos de maneira simples. Outros estão “escondidos” sob camadas de suportes e acessórios, o que pode tornar a tarefa um pouco mais trabalhosa. 

Removendo esses acessórios adicionais, você terá acesso ao compressor. Para facilitar a tarefa, você pode retirar conectores de fiação e parafusos de montagem. Feito isso,  localize o conector elétrico na parte frontal (ou traseira) do compressor usando uma chave de fenda e, após desconectar essa peça, remova também as conexões laterais.

Proceda com a desinstalação e a remoção das peças pelos parafusos de montagem inferiores e superiores, lembrando-se sempre de deixar pelo menos um parafuso conectado ao suporte ou bloco. Enquanto se remove o último parafuso da montagem, é importante segurar a unidade.  Às vezes, é preciso remover um pouco o motor em suas montagens para poder retirar o compressor da maneira correta. 

Quarto passo: analisando o compressor antigo

Conseguiu remover a unidade? Ótimo. Agora, gire a polia ou embreagem, e verifique se é possível ouvir ruídos. Se isso acontecer, pode ser um sinal de que o sistema está contaminado por restos de metal da parte defeituosa. Nesse caso específico, o sistema deve ser lavado com um kit especial. 

Se tudo estiver ok e funcionando corretamente, basta substituir a válvula de expansão ou o tubo de orifício junto com o secador ou o acumulador do receptor, dependendo do modelo do sistema.

Quinto passo: preparando o novo compressor

Para garantir que a instalação seja perfeita, compare o novo compressor com o antigo. O que deve “bater” entre ambos é a configuração das portas de refrigeração. Além disso, a polia da correia precisa ter o mesmo número de nervuras e de diâmetro externo.

Instalando o novo compressor, uma boa dica é transferir alguns dos parafusos da unidade antiga para a nova, a fim de facilitar a montagem. Outra sugestão é adicionar um pouco de óleo do compressor, para garantir uma boa lubrificação. 

Sexto passo: trocando os anéis de vedação

Esses são anéis usados para vedar as linhas que alojam o compressor. Uma pequena chave de fenda remove essas peças com facilidade. Combine os anéis antigos com os novos, tentando reutilizar os selos anteriores para que a vedação fique mais certa. Ao limpar a conexão, lembre-se de limpar também o novo anel de vedação em cada uma das conexões laterias.

Sétimo passo: colocando o novo compressor

Coloque suavemente a nova unidade no compartimento do motor, após limpar bem todas as mangueiras ou linhas. É nessa etapa que se deve inserir todos os parafusos de montagem, usando chave ou soquete. Remova também as tampas de poeira da porta e instale as linhas de refrigeração laterais. Os parafusos dessa parte não precisam ser extremamente apertados.

Certifique-se, depois disso tudo, que o conector elétrico esteja limpo, e reinstale os outros acessórios, como o alternador. 

Oitavo passo: concluindo a montagem

Para finalizar o processo, reinstale todos os tubos ou mangueiras removidos, apertando bem os parafusos, grampos ou suportes previamente removidos. Missão cumprida, sistema pronto para uso!

Dica final: mesmo em ambientes mais frios, ocasionalmente, ligue o sistema de ar para ajudar a movimentar o óleo e a lubrificar as vedações.

Vale lembrar ainda que, junto com a troca do compressor, é aconselhável também investigar o que causou a quebrar e reparar a causa, trocar o filtro secador e também o condensador. Isso vai aumentar a vida útil de seu aparelho.

Gostou dessas dicas? Então compartilhe o artigo em suas mídias sociais!