O câmbio automático se popularizou por todo o mundo por conta da sua praticidade e comodidade. É muito mais fácil para o motorista ter uma tecnologia dentro do veículo que realiza a troca de marchas “sozinha”, do que ter que acionar a embreagem e mover a manopla constantemente. Quando pensamos no trânsito do dia a dia, percebemos ainda mais como essa ferramenta facilita todo o processo de dirigir, tornando-o menos cansativo. Porém, apesar desse aumento de fama, muitas pessoas ainda possuem dúvidas sobre o funcionamento e sobre a manutenção dessa parte tão importante de um carro. São questionamentos relativamente comuns, que podem parecer “bobos”, mas atingem boa parte do público de interesse. Se você quer saber mais sobre o assunto e descobrir o que é verdade e o que é mito, continue lendo o texto abaixo, vai ser extremamente útil.

O câmbio automático causa mais desgaste nos freios: MITO

Quando o veículo em questão está completamente parado, não há nenhum tipo de movimento relativo nos freios, portanto, não há qualquer tipo de desgaste. Quando estamos falando do veículo em movimento, esta questão é um pouco diferente, porém, o desgaste nos freios é similar ao de carros que possuem o câmbio manual.

A vida útil do câmbio automático é maior: VERDADE

A vida útil do câmbio automático, quando comparamos com o câmbio manual, é maior, desde que não existam problemas de operação e que a qualidade do material de fabricação seja boa. Geralmente, não existe necessidade de fazer nenhum tipo de troca de peças até aproximadamente 150 mil quilômetros, sendo que este número pode chegar até 300 mil quilômetros, dependendo do caso.

O câmbio automático proporciona trocas mais rápidas: VERDADE

As trocas do câmbio automático são mais rápidas. Além disso, o torque transmitido para as rodas não sofre nenhum tipo de interrupção quando estamos realizando a mudança de marchas. Este tipo de benefício é inalcançável nos câmbios manuais, sem que haja nenhum tipo de perda de aceleração.

Quando parado, o câmbio automático demanda a posição Neutro: MITO

Com o câmbio automático não é necessário colocar na posição Neutro sempre que se para (como num semáforo, por exemplo), e apesar desta convenção para Neutro economizar um pouco do combustível, existem tecnologias mais atuais que realizam este processo automaticamente depois que o veículo fica parado por um tempo determinado.

O câmbio automático permite que se segure somente o acelerador em ladeiras: VERDADE

Ao invés de possuir uma embreagem, como nos tradicionais câmbios manuais, o câmbio automático possui um conversor de torque. Desta forma, esse momento de força é transmitido através do fluido hidráulico, o que não causa nenhum tipo de desgaste se você quiser manter o pé no acelerador em qualquer ladeira.

O câmbio automático consome mais combustível: VERDADE

Normalmente carros com câmbio automático gastam até 15% a mais de combustível. Porém, a tecnologia do câmbio automático vem evoluindo e reduzindo a diferença de consumo, que já é mínima em modelos mais modernos. 

Com o câmbio automático, se engatamos a ré em movimento, quebramos a transmissão: VERDADE

Engatar a ré em movimento, mesmo com o câmbio automático, pode sim levar a quebra de peças do sistema. A intensidade do impacto nas peças poderia ser alta, mas, para prevenir e evitar este tipo de dano existem dispositivos de segurança que impedem a situação de ocorrer.

Agora que você já sabe o que é mito e o que é verdade, ficou mais fácil decidir se o câmbio automático é a melhor opção para o seu bolso e para o seu dia a dia. Se você ainda possuir alguma dúvida procure um profissional especializado, ele provavelmente vai conseguir responder o que você precisa. Lembre-se de que esta ferramenta tem suas vantagens e desvantagens, assim como todas as outras, o que importa é a adaptação.